5 surpreendentes experimentos mentais criados para expandir a sua mente


Ao contrário do que muitos cientistas fazem, ao testar produtos e experimentos em animais ou pessoas atribuindo detalhes e sintomas ao seu corpo físico, os filósofos agem de forma direta e surpreendente, testando respostas vindas diretamente do nosso cérebro quando nos encontramos diante de acontecimentos fictícios, que podem ter suas consequências exploradas pelo nosso pensamento e pela nossa imaginação.

A renomada filósofa, Helen de Cruz, que também possui um vasto conhecimento em arte, decidiu criar uma série de desenhos que ilustram experimentos mentais de várias tradições e trazê-los para discussões a fim de melhor analisar a capacidade de raciocínio lógico.

5 desenhos embasados em experimentos mentais, que visam acima de tudo expandir a mente humana

1- Tons de azul

Fonte: Helen de Cruz

Experimento: Um homem trajando um suéter azul, viu uma paleta de cores todas em tons azulados, porém havia uma lacuna entre as cores que formavam um degradê. Seria possível que com o “poder” de sua imaginação ele mentalizasse qual o tom de azul estava faltando?

Relevância da discussão: Para o filósofo, David Hume, pelo fato do homem estar vestindo um suéter de uma cor próxima as contidas na paleta, seu cérebro se acharia automaticamente capaz de identificar a cor que faltava, porém a cor do suéter do “analisador” em nada se encaixa na paleta, provando assim que nem sempre é fácil preencher as lacunas de conhecimento somente com a imaginação.

2- A criança no poço

Fonte: Helen de Cruz

Experimento: Ao ver uma criança prestes a cair em um poço, nossa mente emite uma série de pensamentos em prol da situação que variam de salvar a criança apenas por compaixão àquela vida, salvá-la a fim de ser visto como um herói pela sociedade, salvar a criança visando impressionar os pais da mesma ou simplesmente impedir que ela caia para não ouvir seu choro.

Relevância da discussão: De acordo com o filósofo Mêncio, em casos como este, a compaixão é um fator fundamental. Explorando ainda mais esta situação classificada como sendo de risco, o experimento ressalta a ideia de que os seres humanos são intrinsecamente compassivos.

3- O jardineiro invisível

Fonte: Helen de Cruz

Experimento: Dois amigos vão a um jardim abandonado e notam que algumas flores continuam belas e aparentemente bem tratadas. Enquanto um defende a tese de que há um jardineiro cuidando do local em segredo, o outro defende a tese de ninguém entra naquele lugar e que elas estão assim por obra da natureza. Como seria possível resolver esta disputa?

Relevância da discussão: O filósofo, John Wisdom criou este experimento a fim de mostrar o ponto de vista de ateus e teístas. Dotados de crenças distintas e de perspectivas muita das vezes contrárias, em diversas ocasiões podemos enxergar um jardim florido, enquanto outros veem uma área selvagem.

4- O nobre russo

Fonte: Helen de Cruz

Experimento: Um nobre jovem russo promete dar sua herança aos camponeses. Dono de ideias concretas, ele pede a sua companheira que jamais permita que essa ação seja revogada. Mais tarde, ao se tornar um homem de meia idade, ele mesmo pede que sua esposa volte atrás e o isente da promessa. O que ela deve fazer?

Relevância da discussão: Levantada pelo filósofo Derek Parfit, esta reflexão é uma espécie de enigma de identidade. Para problemas assim, antes de tudo é preciso analisar se a pessoa continua sendo a mesma e nutrindo os mesmos ideais.

5- A máquina de experiências

Fonte: Helen de Cruz

Experimento: Uma máquina com um “dispositivo especial” é capaz de lhe dar qualquer experiência que desejar. Fazendo você acreditar que pode tudo e te fazendo amplamente feliz e realizado, você se submeteria a ficar ligado à máquina pelo resto de sua vida?

Relevância da discussão: Criado pelo pensador, Robert Nozick, este dilema está ligado a felicidade e a teoria de que ser feliz é um sentimento superior ao prazer, este, que de acordo com Nozick, pode ser instantaneamente retirado das pessoas, como se as mesmas estivessem sido ligadas a uma máquina e que a ação do equipamento não dependessem exclusivamente delas.

log in

reset password

Back to
log in